domingo, 21 de fevereiro de 2010

"Till I'm six feet under,
I wont need a bed.
Gonna live while I'm alive,
I'll sleep when I'm dead!"

sábado, 13 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A minha aldeira chama-se Lisboa!

"O meu avô disse-me que ninguém podia viver sem ter uma aldeia. A minha aldeira chama-se Lisboa. É claro que é muito diferente da aldeia do meu avô, mas é a única aldeia que eu tenho.
A aldeia do meu avô tem fontes - a minha tem torneiras;
A aldeia do meu avô tem casas baixinhas - a minha tem casas com elevador;
A aldeia do meu avô tem bois - a minha tem autocarros e metro;
A aldeia do meu avô tem um pinhal - a minha tem plantas nas marquises de alguns prédios;
O meu avô e a minha avó de vez em quando, vão à aldeia deles, e quando voltam trazem garrafões de azeite, nozes, castanhas, ovos e laranjas, porque dizem que na minha aldeia, que se chama Lisboa, essas coisas não prestam para nada.
O meu pai também é da aldeia do meu avô e da minha avó porque nas outras aldeias, os filhos são sempre da terra dos pais, na minha é que não.
Eu gosto da aldeia dos meus avós mas já lá vamos pouco porque o meu pai diz que já não conhece lá ninguém. Eu cá, quando lá vou, passados 3 dias já começo a estar um pouco farto, porque os mosquitos picam, os cães correm atrás de mim e há rapazes que me tratam por menino.
Mas eu acho que isto de haver aldeias grandes, como a minha, e pequenas, como a dos meus avós, não quer dizer nada, são aldeias na mesma. Portanto a aldeia dos meus avós chama-se" Alter do Chão", e a minha aldeia chama-se Lisboa, e a aldeia de todos nós chama-se Terra.
Um dia quando pudermos ir a Marte, vou fartar-me de rir a olhar para a minha avó carregada de garrafões do azeite, nozes, castanhas, ovos e laranjas. Tenho cá uma ideia que em Marte é que essas coisas não prestam mesmo para nada!"


Alice Vieira - Livro com Cheiro a Canela





Porque é sempre bom recordar bons avós,
e porque é sempre bom passar mais de uma hora sentados no chão da fnac a ler livros de crianças...

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

"Isto é bue esquimo, isto é bue esquimó"



Porque Cris só há um... este e mais nenhum!!!!
Ng é assim tão "cumédio"!!!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Fim de Semana Jovem na Serra


Videos do esquema por todo o lado,
"Assim não dá pra viver",
"Mesmo que desse também não queria",
fotos em rotundas,
quedas na neve,
espirito do sótão,
fotos fotos fotos 1000 fotos,
,"Odolo",
frio tanto frio,
sequessualidades extra,
"Primo Ricardo tá frio, ta calor, tá meio frio, ta meio calor",
nuria presa pla cabexa na neve,
"Meia estrábica" ,
a hora da maquilhagem,
"Adolo"
Kizombadas no meio da estrada,
"Divo divo ja",
laranjas, 
Catraia do Morounho,
"Os teus melhores amigos! Quem somos??",
fotos em autocarros de coimbra,
cris abraçado a dormir,
"Bom dia Prima"
abandonadas na torre da serra,
"Rita és uma simpatia (ironia)"
queijos da serra,
LOMBA,
inês a reclamar da minha dormição,
"Paramos ai na volta",
pensal,
bagaço 
"Turvo não está, Mosquito não tem, tu não bebes, tu também não, BIMBO EU!!!!!"


Aqui estão algumas das memórias deste grande fim-de-semana na Lomba (vamos ja voltar pra tirar fotos na placa) a reportagem fotografica vai vindo, queremos ja repetir, obrigada a todos (andreia nem nos zangámos)!!
E depois do fim-de-semana destes, o voltar a casa é assim:

         DrEiA      "VoLuMinhO"     (VL) " Os teus melhores amigos! Quem somos? "         diz:
*eu tenho tanto frio tanto frio ke kuase tive pa chamar por voces a pensar ke tavamos na nossa casa de arganil